Ouça a Rádio Ao Vivo

Secretaria da Saúde presta assistência a população afetada pelas chuvas na região sul

Foto: Divulgação

A Secretaria da Saúde (Sesa) está atuando na prestação da assistência emergencial à população afetada pelas fortes chuvas na região sul. Neste domingo (24), foram definidas as estratégias de socorro imediato a população dos municípios atingidos pela enxurrada.

A força-tarefa comandada pela Sesa, com apoio de equipes da Superintendência, prosseguirá nesta segunda-feira (25).

As ações emergenciais são norteadas pela matriz de responsabilidades, por meio da qual a Secretaria da Saúde descentraliza e distribui, entre seus setores, as estratégias a serem adotadas, também com a colaboração do Colegiado de Secretarias Municipais de Saúde do Espírito Santo (Cosems/ES).

No documento, estão previstos, por exemplo, o levantamento da rede de assistencial nos municípios atingidos, com o objetivo de verificar quais estão comprometidos e suas capacidades de atendimento; e a formação de equipe para apoiar a organização da estrutura de saúde em Mimoso do Sul, abrir pontos de apoio e demais questões relacionadas ao cuidado e à assistência.

Medicamentos

Uma das prioridades neste momento é a arrecadação de medicamentos junto a unidades hospitalares da rede estadual – como a Unidade Integrada Jerônimo Monteiro (UIJM) e o Hospital São José do Calçado (HSJC) – e a outros municípios capixabas, para distribui-los a Mimoso do Sul, Apiacá e Bom Jesus do Norte. Segundo ele, o estado de Minas Gerais também manifestou interesse em destinar medicamentos.

“Esta é uma orientação do próprio governador Renato Casagrande, que nos pediu que entrássemos em contato com os secretários de Saúde desses três municípios, para saber quais são os medicamentos dos quais eles precisam com mais urgência”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Miguel Duarte, ao justificar que essa demanda se deve, entre outras condicionantes, ao fato de até as farmácias privadas de Mimoso do Sul terem sofrido perda total.

A gerente estadual de Assistência Farmacêutica, Maria José Sartório, complementa que, desde sábado (23), os demais municípios capixabas têm sido mobilizados para doarem medicamentos. “O que faremos, daqui em diante, é organizar o fluxo dessas doações, para não haver desperdícios. Até Roraima se dispôs a doar medicamentos. Mas, antes de solicitá-lo a esse estado, precisamos analisar a capacidade de atendimento dos nossos municípios”, pontuou.

O Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) vai reforçar o atendimento inicial às populações dos municípios sulinos mais atingidos pelas chuvas, acionou docentes-assistenciais do Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS) atuantes nesses territórios, para mobilizarem suas equipes.

O secretário da Saúde sugeriu que seja elaborado um plano de ação específico para cada um dos 13 municípios em situação de emergência: Alegre, Alfredo Chaves, Apiacá, Atílio Vivácqua, Bom Jesus do Norte, Guaçuí, Jerônimo Monteiro, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Rio Novo do Sul, São José do Calçado e Vargem Alta.

“Entendemos que alguns municípios estão mais críticos, outros menos. É fundamental investigarmos quantas Unidades Básicas de Saúde estão em funcionamento em cada um desses municípios”, reiterou.

Fonte: SESA/ES

fonte original do Montanhas Capixabas

Confira mais Notícias

Sem capacete, meninas são flagradas pela GCM trafegando com moto

Situação e oposição fazem convenções no mesmo dia em Marataízes

Cafeicultura sustentável torna Seguro Rural mais barato

Ondas de calor e veranicos: Diferenças, impactos e cuidados

Veja a previsão do tempo de hoje (22/07/2024)

Fungos estão se adaptando ao calor corporal, diz estudo

Semana de início das Olimpíadas tem dia do escritor e avós

Pega em flagrante ameaçando pessoas, dupla armada é detida em Alegre