Ouça a Rádio Ao Vivo

Proposta prevê isenção de mulheres de taxa de concurso

Lucas S. Costa
As mulheres vítimas de violência doméstica e familiar podem ser isentas de pagar a taxa de inscrição nos concursos públicos de âmbito estadual ou municipal no Espírito Santo. A proposta está no Projeto de Lei (PL) 72/2024, apresentado pelo deputado estadual Coronel Weliton (PRD), em tramitação na Assembleia Legislativa capixaba.

Para justificar a iniciativa, o autor elenca problemas enfrentados pela mulher e seus familiares diante de uma situação de violência doméstica e familiar. Entre elas, a dependência econômica da vítima, fato que a impede de sair da situação de abuso. Ainda segundo o autor, a mulher nessas condições tem dificuldades para cumprir os requisitos do mercado de trabalho e obter auxílio social dos poderes públicos.

“Concomitantemente a isso, consigna-se que a administração pública atue com o máximo de acolhimento para as vítimas de violência doméstica, devendo buscar ferramentas e condições de emprego e renda às mulheres que, em sua maioria, permanecem na companhia do agressor em razão de dependência econômica”, reforça Coronel Weliton.

Para conseguir isenção de taxas dos concursos públicos para a administração direta e indireta, a mulher teria que comprar a existência de ação penal ou a instauração de inquérito policial contra o agressor, de acordo o que estabelece a Lei Maria da Penha (Lei federal 11.340/2006).

A matéria foi lida em Plenário no último dia 20 de fevereiro e segue para análise nas comissões de Constituição e Justiça; de Defesa dos Direitos Humanos; e de Finanças.

Acompanhe a tramitação do PL 72/2024

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper