Ouça a Rádio Ao Vivo

Gotejamento enterrado: um passo em direção ao futuro do agronegócio

Os agricultores estão sempre em busca de soluções inovadoras para garantir a produtividade e a sustentabilidade de suas colheitas.

Com o desenvolvimento de novas tecnologias e materiais, o gotejamento enterrado, também conhecido como gotejamento subterrâneo, tem se tornado uma excelente opção para os produtores rurais.

A nova técnica se adapta aos diferentes tipos de terrenos e solos, e é uma solução para quem já sente a necessidade de proteger as mangueiras e outros equipamentos usados nesses equipamentos.

Para o engenheiro agrônomo Elídio Torezani, diretor da Hydra Irrigações, com o gotejamento enterrado muitos dos equipamentos que antes ficavam expostos agora não correm mais o risco de danificação. “Nesta nova técnica os problemas mecânicos são bem menores, já que a ocorrência de acidentes provocada por cortes e avarias é praticamente nula”, orienta o diretor.

Flexibilidade em diferentes cultivos

O gotejamento enterrado também pode ser utilizado em diversas aplicações, como:

1- Frutas;

2- Grãos;

3- E culturas perenes, como plantação de café e cana-de-açúcar.

Para o gerente de produção do grupo A4 Agrícola e Pecuária, Jean Romagna, que acompanhou de perto a primeira experiência desta nova tecnologia com o plantio de café conilon, afirma que o resultado foi positivo.

“Acredito que esta técnica já é uma ferramenta para enfrentar os desafios da agricultura no futuro. No cultivo do café conilon, por exemplo, o enterrio das mangueiras anulou completamente os acidentes com ferramentas, roedores e outros animais silvestres. O uso de emendas foi zero durante todo o ciclo de avaliação”.

Outras vantagens

A implementação desse sistema oferece outras vantagens, como redução da necessidade de mão de obra na manutenção e principalmente a adequação do sistema de irrigação para uma colheita mecanizada.

Pois os equipamentos e as práticas envolvidas nesse processo, não são compatíveis com os sistemas convencionais.

Segundo Abel Fonseca, engenheiro agrícola e gerente comercial da Hydra Irrigações, a definição de práticas ideias é crucial para o funcionamento do gotejamento enterrado.

“Definir os protocolos, como profundidade e distância, uniformidade, pressão e todas as características que influenciam na definição dos melhores procedimentos a serem seguidos é o que faz com que a implementação desse sistema seja de sucesso. Por isso, o acompanhamento de um engenheiro agrônomo ou agrícola é de extrema importância para garantir a efetividade do gotejamento enterrado”, conclui Fonseca.

fonte original do Dia a Dia ES

Confira mais Notícias

Leptospirose: 85 casos suspeitos da doença foram registrados em Mimoso

Roberto Carlos: maior nome da música brasileira completa 83 anos na sexta (19)

Incêndio atinge empresa em Itaoca, distrito de Cachoeiro

Escritora atacada por pit bulls recebe alta após 13 dias internada

Cachoeiro: autorizada reforma do Centro de Saúde “Paulo Pereira Gomes”

Barbeiro é detido com moto clonada em Cachoeiro

Cachoeiro: Servidor da prefeitura perde braço após acidente de trabalho

Cachoeiro recebe evento de cidades inteligentes