Ouça a Rádio Ao Vivo

Dengue: governo do ES decreta estado de emergência

Hélio Filho/Secom

Dois óbitos relacionados à dengue este ano foram confirmados no Espírito Santo (em Laranja da Terra e Linhares). E ainda há outros 11 casos em investigação, segundo o governador do Estado, Renato Casagrande.

“Como medida de resposta célere para ações administrativas e assistenciais”, o governo capixaba decretou a Situação de Emergência em Saúde Pública em razão da doença. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (21) por Casagrande após reunião com prefeitos, no Palácio Anchieta, em Vitória.

Dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) já apontam mais de 24 mil casos notificados de dengue em 2024.

Com objetivo de integrar esforços de diferentes setores do Estado no enfrentamento ao mosquito e reduzir número de casos e óbitos, o governador também instituiu o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) de Arboviroses.

Arboviroses são as doenças causadas pelos arbovírus, que incluem os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. A classificação “arbovírus” engloba todos aqueles transmitidos por insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos).

Recursos

Além disso, Casagrande anunciou o repasse de R$ 2 milhões aos municípios capixabas para enfrentamento do problema, que poderão ser utilizados em apoio às ações de redução de risco e dano causado, de acordo com o Plano de Contingência das Arboviroses de cada município.

“Estamos com uma situação grave em diversos estados do país. Isso exige um reforço nos cuidados que já estamos adotando, além da maior integração das ações. Temos duas pessoas que infelizmente perderam a vida e outros 11 casos em investigação. Alguns municípios montaram uma sala de situação e quem ainda não montou, é importante tomar essa decisão para que fiquem integrados conosco”, alertou o governador.

2023: maior epidemia da história

O Espírito Santo vivenciou no ano passado a maior epidemia de dengue de sua história, com 192.136 casos notificados e 98 óbitos. 

Atualmente, o Estado é o sexto no ranking brasileiro entre as unidades federativas com maior incidência da doença, ficando atrás do Distrito Federal, Minas Gerais, Acre, Paraná e Goiás.

Além disso, dentro do cenário da dengue, há a circulação no país de quatro sorotipos, sendo notificado no território capixaba apenas os sorotipos DENV-1 e DENV-2, mas já com a circulação confirmada do DENV-3 e DENV-4 em estados que fazem fronteiras, como Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Aline Lema é vice-campeã de duplas no RJ

Jibóia é resgatada de área de lazer em Vargem Alta

Secretaria de Esporte irá orientar atletas para Corrida de São Pedro

Cachoeiro: cota única do IPTU vence nesta segunda-feira (15)

Imagens e Objetos Sacros permanecem intactos após enchente no Sul do ES

Mimoso: Governador comenta sobre causas da enchente e medidas de contenção

II Festival Velho Bandido celebra Sérgio Sampaio sábado

Divulgado mapeamento das áreas afetadas por inundação em Mimoso do Sul