Ouça a Rádio Ao Vivo

Cachoeiro 157 anos: uma jornada de progresso e transformação

Fotos: Arquivo/FATO

Ao percorrer os registros históricos que delinearam a evolução de Cachoeiro de Itapemirim ao longo dos séculos 19 e 20, somos levados a testemunhar o crescimento extraordinário deste município, cuja importância e influência em um só se ampliaram.

Foi contexto marcado pela celebração da primeira missa em 1856, seguida pela criação da freguesia de São Pedro e pela abertura da primeira escola primária, que Cachoeiro iniciou sua trajetória de destaque.

O estabelecimento dos Correios em 1858 e sua subsequente elevação à categoria de vila em 1864 representaram marcos fundamentais em sua emancipação. Em 1867, a instalação da Câmara Municipal simbolizou o ápice desse processo.

O advento da iluminação pública, com lampiões a querosene, apenas duas décadas depois, em 1887, e a ascensão à condição de cidade em 1889, marcaram um novo capítulo na história de Cachoeiro. A instalação da agência de telégrafos naquele mesmo ano ilustra a progressiva modernização do município.

O século seguinte trouxe avanços significativos. A fundação da Santa Casa em 1900 evidenciou o compromisso com a saúde pública, enquanto a implantação da Ilha da Luz em 1903 distribuiu Cachoeiro como pioneira na eletrificação, sendo o terceiro município do país a contar com energia elétrica. A inauguração da Ponte de Ferro em 1907, com a presença do presidente Nilo Peçanha, destacou sua importância como referência ferroviária e política.

O início do século 20 também marcou a eleição do primeiro prefeito, em 1914, Coronel Francisco Braga. Além da fundação de instituições emblemáticas como a Estrela do Norte e a Viação Itapemirim, juntamente com a instalação de emissoras de rádio, televisão e faculdades.

Hoje, ao comemorar 157 anos de emancipação política, Cachoeiro de Itapemirim é uma cidade rica em história e influência. De um pequeno povoado à beira do rio, Cachoeiro emergiu como um centro econômico, social e cultural com trajetória sem igual no Espírito Santo.

Os próximos anos devem ser dedicados à solução dos problemas – principalmente estruturais – advindos desse crescimento acelerado. Que esta jornada de progresso inspire os cachoeirenses de agora a continuar construindo um futuro ainda mais promissor.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Aline Lema é vice-campeã de duplas no RJ

Jibóia é resgatada de área de lazer em Vargem Alta

Secretaria de Esporte irá orientar atletas para Corrida de São Pedro

Cachoeiro: cota única do IPTU vence nesta segunda-feira (15)

Imagens e Objetos Sacros permanecem intactos após enchente no Sul do ES

Mimoso: Governador comenta sobre causas da enchente e medidas de contenção

II Festival Velho Bandido celebra Sérgio Sampaio sábado

Divulgado mapeamento das áreas afetadas por inundação em Mimoso do Sul