Ouça a Rádio Ao Vivo

Soltar pipa agora é esporte no ES

 Imagem ilustrativa – Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governador do Estado, Renato Casagrande, sancionou nesta semana a Lei n° 12.035, que reconhece a soltura de pipa como esporte no Espírito Santo. A sanção da lei foi publicada no Diário Oficial do Estado e também estabelece as regras para a prática.

A nova lei em vigor prevê que a soltura de pipas deve ser praticada em local aberto, distante de redes elétricas e de telefonia. As linhas utilizadas nas pipas devem ser compostas exclusivamente de algodão, em cor visível. Os praticantes da modalidade passam a ser denominados “pipeiros”.

A pipa é um brinquedo tradicional que faz parte da cultura brasileira há séculos. Apesar de a prática ser uma ótima forma de socialização e proporcionar diversos benéficos à saúde, a atividade ainda é motivo de preocupação devido ao uso ilegal de cerol nas linhas. 

O reconhecimento da soltura de pipa como modalidade esportiva contribui para a promoção da prática de forma segura, tanto para os pipeiros quanto para a população de forma geral, além de favorecer a preservação da tradição.

“A soltura de pipa faz parte da nossa identidade cultural e a nova sanção é um marco histórico. Já existem outros estados que também reconhecem a pipa como esporte, além dos campeonatos que já são organizados. A brincadeira já foi motivo de grande preocupação pelo uso do cerol e acredito que a regulamentação é um passo importante para incentivar a prática de forma segura tanto para os praticantes quanto para a população”, declara o secretário de Estado de Esportes e Lazer, José Carlos Nunes.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper