Ouça a Rádio Ao Vivo

Publicada portaria que reajusta benefícios do INSS acima do mínimo

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A portaria que reajusta em 3,71% os benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) acima de um salário mínimo foi publicada nesta sexta-feira (12) no Diário Oficial da União.

Com a definição do índice de reajuste – que segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado – o teto do INSS atual terá acréscimo de R$ 278,52, passando dos atuais R$ 7.507,49 para R$ 7.786,01 em 2024.

Além de corrigir os benefícios, o INPC também é aplicado para reajustar as contribuições para a Previdência Social, que sobem conforme o salário. Quanto mais o trabalhador na ativa recebe, mais está sujeito a alíquotas adicionais que elevam a contribuição.

Os benefícios atrelados ao salário mínimo subirão 8,4%, de R$ 1.320 para R$ 1.412. A variação corresponde à política correção aprovada em agosto do ano passado, que prevê a reposição da inflação pelo INPC do ano anterior, mais o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

O decreto com o valor do salário mínimo, que responde pela maior parte dos benefícios da Previdência Social, foi assinado no fim de dezembro pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O INSS começará a pagar os benefícios de janeiro no fim do mês. Para quem ganha um salário mínimo, o pagamento da aposentadoria, pensão ou auxílio será feito entre 25 de janeiro e 7 de fevereiro. Quem recebe além do mínimo terá o benefício depositado entre 1º e 7 de fevereiro.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: Agência Brasil

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Número de refugiados cresce 8% e chega a 120 milhões em todo o mundo

Central de Benefícios fechada nesta sexta-feira (21) para dedetização

Cachoeiro: Programação Religiosa da Festa de São Pedro começa hoje (20)

Deputado autor de PL do Aborto diz não abrir mão dos pontos principais do texto

CPI quer indiciamento de suspeito de matar cão no Espírito Santo

Operação reprime organização criminosa responsável por tráfico e lavagem de dinheiro no Espírito Santo

Selita inscreve para caminhada ecológica

Novo Ensino Médio é aprovado em comissão e vai ao plenário do Senado