Ouça a Rádio Ao Vivo

Prefeito cassado de Itapemirim, Thiago Peçanha, tem contas rejeitadas na Câmara Municipal

As contas da Prefeitura de Itapemirim referente ao exercício de 2018, de responsabilidade do prefeito cassado Thiago Peçanha, foram rejeitadas pelo plenário da Câmara Municipal, durante sessão desta quarta-feira (6).

O Legislativo Municipal apreciou o Projeto de Decreto Legislativo nº 001/2023 que rejeita a prestação de contas da administração municipal, na época em que esteve sob a batuta de Thiago Peçanha Lopes.

Os vereadores acompanharam a recomendação do parecer prévio TC-046/2021-6, do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo.

O presidente da Câmara, vereador Paulo Sérgio de Toledo Costa, emitiu um decreto legislativo, aprovado e promulgado, em que informação sobre a rejeição das contas da Prefeitura Municipal de Itapemirim referente ao exercício de 2018, de responsabilidade do prefeito Thiago Peçanha Lopes

Cassado em 2021

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, em 2021, por unanimidade, o mandato do prefeito Thiago Peçanha (Republicanos), e de seu vice, Nilton Santos (Republicanos) por abuso de poder político. Na ocasião, eles foram condenados por abuso de poder. Thiago recorreu, mas o TSE negou seu pedido.

O ex prefeito foi denunciado por abuso de poder político, contratações exageradas de servidores comissionados e estagiários, veiculação de publicidade institucional em período não permitido.

fonte original do Dia a Dia ES

Confira mais Notícias

Leptospirose: 85 casos suspeitos da doença foram registrados em Mimoso

Roberto Carlos: maior nome da música brasileira completa 83 anos na sexta (19)

Incêndio atinge empresa em Itaoca, distrito de Cachoeiro

Escritora atacada por pit bulls recebe alta após 13 dias internada

Cachoeiro: autorizada reforma do Centro de Saúde “Paulo Pereira Gomes”

Barbeiro é detido com moto clonada em Cachoeiro

Cachoeiro: Servidor da prefeitura perde braço após acidente de trabalho

Cachoeiro recebe evento de cidades inteligentes