Ouça a Rádio Ao Vivo

Prefeito cassado de Itapemirim, Thiago Peçanha, tem contas rejeitadas na Câmara Municipal

As contas da Prefeitura de Itapemirim referente ao exercício de 2018, de responsabilidade do prefeito cassado Thiago Peçanha, foram rejeitadas pelo plenário da Câmara Municipal, durante sessão desta quarta-feira (6).

O Legislativo Municipal apreciou o Projeto de Decreto Legislativo nº 001/2023 que rejeita a prestação de contas da administração municipal, na época em que esteve sob a batuta de Thiago Peçanha Lopes.

Os vereadores acompanharam a recomendação do parecer prévio TC-046/2021-6, do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo.

O presidente da Câmara, vereador Paulo Sérgio de Toledo Costa, emitiu um decreto legislativo, aprovado e promulgado, em que informação sobre a rejeição das contas da Prefeitura Municipal de Itapemirim referente ao exercício de 2018, de responsabilidade do prefeito Thiago Peçanha Lopes

Cassado em 2021

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, em 2021, por unanimidade, o mandato do prefeito Thiago Peçanha (Republicanos), e de seu vice, Nilton Santos (Republicanos) por abuso de poder político. Na ocasião, eles foram condenados por abuso de poder. Thiago recorreu, mas o TSE negou seu pedido.

O ex prefeito foi denunciado por abuso de poder político, contratações exageradas de servidores comissionados e estagiários, veiculação de publicidade institucional em período não permitido.

fonte original do Dia a Dia ES

Confira mais Notícias

Motorista de caminhão morre preso às ferragens em São José do Calçado

Assaltante é detido e produtos recuperados pela PM em Guaçuí

Colisão entre dois veículos deixa três feridos em Itapemirim

Duas motos recuperadas pela GCM em Cachoeiro na tarde desta sexta-feira

Vídeo: Homem morre dentro de casa noturna em Ibatiba

PP define data da convenção para confirmar candidatura de Ferraço

Resgate de cadáver no Itapemirim chama atenção no centro

Bebê amanhece morto em casa