Ouça a Rádio Ao Vivo

Luta por curso público de medicina na região sul capixaba é retomada

Reprodução/Instagram

O senador capixaba Fabiano Contarato (PT) está na linha de frente de movimento que visa a realização de sonho antigo para a região sul do Espírito Santo, a abertura de vagas para curso de medicina no campus da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), de Alegre.

Na semana passada, ele se reuniu com o Ministro da Educação Camilo Santana para pedir atenção especial para a ampliação de vagas dos cursos de Medicina das Ufes de São Mateus e de Alegre. “Precisamos abrir espaço para que mais estudantes tenham acesso ao curso”.

A inserção do Campus de Alegre dentre as pautas de Contarato se deu por intermédio do ex-prefeito de Cachoeiro, Carlos Casteglione (PT), que defende a ampliação já em seu mandato como deputado estadual, durante o segundo governo do presidente Lula.

Durante a gestão do petista na Prefeitura se criou o ambiente para a instalação do curso de medicina em Cachoeiro. Em 2015, penúltimo ano de sua gestão, o Ministério da Educação selecionou a instituição particular que viria a implantar a graduação, o que só aconteceu em 2019.

À época da escolha, o governo federal, sob o comando da presidente Dilma, desejava a ampliação em todo o país, numa das etapas do programa Mais Médicos. O objetivo era que esses alunos pudessem substituir os médicos estrangeiros na rede pública, principalmente nas regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos.

Desde aquele momento, Casteglione defendia que a universidade pública regional recebesse também as vagas. Com o retorno do PT ao governo federal, ele enxerga a possibilidade novamente, através do mandato de Contarato, que já atuava em favor do Campus de São Mateus, que tem a requisição mais avançada. Ambos se encontraram em outubro de 2023, quando o parlamentar encampou a ideia.

Na reunião com o ministro, o senador ouviu que a demanda é justa e que o Ministério da Educação trabalha para ampliar as vagas de medicina nas universidades federais de todo o país. No Espírito Santo, segundo o Santana, o objetivo é descentralizar as vagas, que hoje se concentram no Campus de Vitória.

A reunião foi ainda preliminar e não foram definidos prazos para que isso aconteça, apesar da sinalização positiva.

IFES

Além da ampliação nas universidades, outra demanda apresentada por Contarato foi a instalação de um novo Instituto Federal no Espírito Santo, em Muniz Freire, na região do Caparaó. Seria o 24º no Espírito Santo. A expectativa é de que a criação da unidade integre ação do governo federal que pretende construir 100 novos institutos em todo o Brasil. O ministro também sinalizou positivamente.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

GCM de Cachoeiro apreende moto clonada no bairro Vila Rica

Polícia Militar apreende drogas em São José do Calçado

Mulher é detida com moto clonada em Jerônimo Monteiro

Força Tática detém homem com 130 pedras de crack em Alegre

ES fecha bimestre com menor número de homicídios em 28 anos

Operação policial prende quatro pessoas e apreende armas e drogas em Guaçuí

Anchieta oferece atividades para maiores de 60 anos

Integrante de facção criminosa é detido em Bom Jesus do Norte