Ouça a Rádio Ao Vivo

Juninho desiste de se licenciar do mandato de vereador em Cachoeiro

O vereador Juninho Correa (PL) não vai mais se licenciar do cargo e deve cumprir o mandato até o final. Na quinta-feira, quando anunciou que vai deixar a vida política para tentar se tornar padre, havia dito que deixaria a Câmara. Entretanto, durante a sessão desta terça-feira (20), retrocedeu da decisão.

Juninho Não quis renunciar ao cargo para manter algum controle sobre o andamento do mandato. Chegou a dizer que se licenciaria, mas caso o suplente enveredasse por linha diferente da que segue, voltaria.

Entretanto, apenas se licenciar não permitiria que o suplente assumisse a vaga imediatamente. O prazo regimental é de 120 dias, em caso de afastamento do titular para tratar de interesses particulares, como era o caso.

E ontem, ao conversar com o presidente da Câmara, Brás Zagotto (Pode), decidiu continuar no cargo, “para honrar os 2.519 votos que teve em 2020”.

A decisão de se retirar da corrida eleitoral – era pré-candidato a prefeito – por enquanto, está mantida. “Desejo boa sorte a vocês que vão concorrer nas próximas eleições”, disse ele, se referido aos demais vereadores.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Leptospirose: 85 casos suspeitos da doença foram registrados em Mimoso

Roberto Carlos: maior nome da música brasileira completa 83 anos na sexta (19)

Incêndio atinge empresa em Itaoca, distrito de Cachoeiro

Escritora atacada por pit bulls recebe alta após 13 dias internada

Cachoeiro: autorizada reforma do Centro de Saúde “Paulo Pereira Gomes”

Barbeiro é detido com moto clonada em Cachoeiro

Cachoeiro: Servidor da prefeitura perde braço após acidente de trabalho

Cachoeiro recebe evento de cidades inteligentes