Ouça a Rádio Ao Vivo

Instituto de TI do ES viabiliza sistema de concessão de vale gás capixaba

Divulgação/Governo do ES

O Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest) desenvolveu o sistema responsável por selecionar as famílias e calcular os pagamentos do Vale Gás Capixaba. 

A ação é resultado de uma parceria que também envolve a Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) e o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes).

Para a ferramenta conceder os benefícios, foi necessária a integração com as bases de dados federais do Cadastro Único, Bolsa Família e Auxílio Gás, por meio do CadÚnico-ES, além da integração com o Pagamento-ES, que é responsável por enviar os recursos financeiros ao Banestes.

“Por termos uma estrutura já criada para a atender a benefícios sociais no Estado (CadÚnico-ES e Pagamento-ES) e conceder o Cartão Reconstrução, conseguimos entregar o sistema do Vale Gás Capixaba com bastante agilidade”, afirmou o analista de TI do Prodest Thiago Ferraz de Castro Dias, que atuou no desenvolvimento da ferramenta.

Na avaliação do diretor-geral do Prodest, Marcelo Cornélio, a participação da autarquia na concessão do Vale Gás Capixaba mostra como a tecnologia é vital para o aprimoramento de políticas públicas. 

“Sem dúvida, a concessão desse benefício ajudará a melhorar a qualidade de vida de muitas famílias no Estado”, avalia.


Cartões

Em janeiro, houve a entrega dos primeiros cartões do Vale Gás Capixaba no valor de R$ 100. O benefício é pago a cada dois meses a famílias que se encontram em situação de extrema pobreza, sendo utilizado prioritariamente para comprar gás de cozinha. Com o investimento estadual de R$ 4,2 milhões, a primeira listagem de pagamento vai contemplar mais de 7 mil famílias.
De acordo com o calendário de pagamento, o benefício será concedido novamente nos meses de março, maio, julho, setembro e novembro. 

Para receber o Vale Gás Capixaba, o responsável familiar precisa obedecer a vários critérios, como:

– Ser morador do Espírito Santo;

– Estar cadastrado no Cadastro Único (com dados atualizados nos últimos 24 meses);Ser beneficiário do Programa Bolsa Família e estar com o benefício liberado;

– Ter renda familiar por pessoa igual ou inferior a R$ 218;

– Ter, ao menos, uma criança com menos de 6 anos completos na família;

– E não ser beneficiário do Programa Auxílio Gás dos Brasileiros.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Seis novas espécies de insetos são descobertas no Espírito Santo

Recepção do Cachoeirense Ausente será nesta segunda-feira (24)

Confira as unidades de saúde que abrem neste sábado (22) para vacinação

Em operação na BR-101, PM apreende quase 30 kg de maconha

Suspeito de roubo é baleado e preso após esfaquear policial em Cachoeiro

Despedida de Jorge Moraes, sósia do técnico Jorge Jesus, acontece no Rio de Janeiro

Fogueira de Rio Novo cresce ainda mais e fica maior que um prédio de 8 andares

Espírito Santo é o 1º do Brasil nos investimentos à ciência e tecnologia