Ouça a Rádio Ao Vivo

Idoso enfarta e morre ao ver como sua casa ficou após enchente em Mimoso

 Foto: Ilustrativa.

Um idoso, de 75 anos, sofreu enfarto fulminante e morreu, nesta quarta-feira (27), ao ver como sua casa, no bairro Morro da Palha, ficou destruída após a enchente que atingiu Mimoso do Sul no fim de semana. Ao enfartar, o idoso ainda teria caído e batido a cabeça.

Equipes do Samu foram acionadas e realizaram manobras de ressuscitação, contudo sem êxito.

Familiares da vítima relataram aos socorristas que o idoso precisou ser resgatado por meio aéreo no fim de semana e ontem tinha retornado à sua casa, junto à família para a limpeza do local. Foi então que ele passou mal, com dor no peito, gritou, pediu ajuda e caiu.

O enfarte como causa da morte foi confirmado pela Polícia Civil (PC). “O serviço de transporte de cadáver da Polícia Cientifica (PCIES) foi acionado na noite desta quarta-feira (27), para recolhimento de corpo de sexo masculino no Hospital Apóstolo Pedro, localizado no Centro do município de Mimoso do Sul. Segundo informações repassadas pela equipe médica, a vítima teria sofrido uma parada cardiorrespiratória, porém não consta o local do fato”, diz a nota da PC.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, para a realização da identificação e do exame cadavérico. Posteriormente, será liberado para os familiares.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper