Ouça a Rádio Ao Vivo

Estado integra Câmara Técnica do Conselho Nacional da Saúde para discutir a Formação Profissional

O Espírito Santo estará presente na Câmara Técnica responsável pela discussão das políticas, programas e projetos de formação profissional e educação permanente no Sistema Único de Saúde (SUS). A participação ocorre por meio do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), que foi selecionado como uma das instituições a participar da Câmara Técnica da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos e Relações de Trabalho do Conselho Nacional de Saúde (CT/CIRHRT/CNS).

O espaço trata de temas como o planejamento e monitoramento de formação técnica de nível médio, de graduação e residência em saúde. O ICEPi é titular no “Eixo 3 – Pós-Graduação/Residências em Área Profissional da Saúde” e suplente no “Eixo 1 – Formação Técnica de Nível Médio”. O Conselho Nacional de Saúde (CNS) faz parte da estrutura organizacional do Ministério da Saúde (MS) e é responsável por atuar na formulação e no controle da execução da Política Nacional de Saúde no âmbito dos setores público e privado.

Para o diretor do instituto, Fabiano Ribeiro, a participação em espaços como esse e ao lado de entidades de renome nacional contribuem para o fortalecimento da educação permanente no SUS, o que resulta em melhora de processos e serviços para os usuários. No Estado, o ICEPi é referência por ser uma Escola de Saúde Pública e organizar formações como cursos de Aperfeiçoamento e Especialização e Residências em Saúde. 

“A formação dos profissionais de saúde é peça-chave para um Sistema de Saúde cada vez mais humanizado e eficaz. Por isso, a relevância de abordar o tema com instituições que inovam e representam as necessidades dos profissionais e também da sociedade”, explicou Ribeiro. 

Entre as atividades dos membros da CIRHRT estão: participar de reuniões, capacitações, discussões sobre cursos e a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS, e subsidiar o CNS com proposições para a elaboração da Política Nacional de Residências em Área Profissional da Saúde. 

Também fazem parte da Comissão a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); a Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE); a Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA); a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco); a Associação Rede Unida (Rede Unida); e Associações e Conselhos das profissões e demais entes. 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa

fonte original do Montanhas Capixabas

Confira mais Notícias

Prevenção contra a dengue deve ocorrer também em propriedades rurais

Mulher cai no rio Jucu após ouvir chamado de amiga falecida em Marechal Floriano

CRAS de Domingos Martins promove revisão cadastral para famílias de baixa renda

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

Últimos dias para inscrição de trabalhos científicos acadêmicos na Favesu 2024

São Camilo: Governo garante bolsa a aprovados que tiveram matrículas canceladas

Homicídio em posto foi legítima defesa, conclui Delegacia de Marataízes

Suspeito de fingir ser policial civil é detido com arma em Alegre