Ouça a Rádio Ao Vivo

Espírito Santo é o Estado com melhor índice de poupança do País

O Espírito Santo é o Estado com a melhor relação entre receitas e despesas correntes do País. A conclusão é da pesquisa Compara Brasil, da Aequus Consultoria, que reúne dados sobre as finanças dos municípios, dos estados e da União.

No Espírito Santo, a poupança corrente é de 17,5%, a maior do Brasil. O índice é superior à média dos Estados, que é de 7%.

Na média, os estados utilizaram, em 2023, 93% das suas receitas para pagar as despesas; já no Espírito Santo, o comprometimento da receita foi de 82,5%.

A pesquisa mostra, ainda, que apenas dez unidades da federação fecharam 2023 com o indicador de poupança corrente acima de 10%.

“Esse resultado atesta a excelente saúde financeira do Espírito Santo e a responsabilidade e equilíbrio na gestão dos recursos públicos. Ter um alto índice de poupança indica que o Estado tem capacidade de honrar seus compromissos e destinar recursos próprios para investimentos, que geram qualidade de vida para o cidadão”, ressaltou o secretário de Estado da Fazenda, o auditor fiscal Benicio Costa.

O secretário de Estado da Fazenda lembra que o Espírito Santo é o único Estado Nota A na avaliação sobre a Capacidade de Pagamento dos Estados e Municípios (Capag) da Secretaria do Tesouro Nacional há 12 anos consecutivos.

“Além disso, o índice de endividamento líquido do Estado permanece negativo há dois anos, com recorde em torno de -7 registrado em 2023”, destacou Benicio Costa.

“O equilíbrio entre receitas e despesas demonstra a responsabilidade com que o Governo lida com o recurso público. Uma gestão equilibrada e transparente, que garantiu que sejamos, mais uma vez, destaque nacional em responsabilidade fiscal, com a melhor poupança corrente do País”, pontuou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento salientou ainda os constantes resultados para a população.

“O Governo do Estado realizou, no ano de 2023, o maior volume de investimentos da história do Espírito Santo. Foram R$ 4,2 bilhões em despesas pagas no ano, fortalecendo e ampliando, a cada ano, as entregas e a consequente melhoria da qualidade de vida dos capixabas”, frisou.

A pesquisa foi feita com base em fontes oficiais, como a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), a Receita Federal do Brasil (RFB) e as secretarias de Fazenda.

Índice de Poupança Corrente

Média dos Estados: 7%

• ES: 17,5%
• MT: 14,9%
• PB: 14,7%
• AP: 13,8%
• GO: 13,2%
• RO: 12,4%
• SE: 10,7%
• MS: 10,7%
• SC: 10,7%
• MA: 10,5%
• DF: 9,9%
• PR: 9,5%
• PA: 9,5%
• BA: 7,7%
• TO: 7,7%
• RS: 7,6%
• RR: 6%
• RJ: 5,9%
• PI: 5,9%
• MG: 5,8%
• AL: 4,5%
• СЕ: 3,9%
• RN: 3,7%
• SP: 3,5%
• AC: 3,3%
• PE: 2,6%
• AM: 2,1%

Fonte: Compara Brasil, da Aequus Consultoria

fonte original do diaadiaes.com.br

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper