Ouça a Rádio Ao Vivo

Embaixador brasileiro no Equador recebe ordem presidencial de retorno com urgência a Quito

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou que o embaixador do Brasil no Equador, Pompeu Andreucci, que foi nomeado pelo ex-mandatário Jair Bolsonaro (PL), retorne com urgência a Quito.

A medida chega em meio à grave escalada da violência ligada ao narcotráfico no país andino, que declarou estado de exceção para conter o crime organizado.

Na quarta-feira (10), o encarregado de negócios da embaixada brasileira, Afonso Neri, que permanece em Quito, manifestou apoio ao presidente Daniel Noboa.

Após ser chamado pelo chanceler Mauro Vieira, o embaixador Andreucci deve se apresentar ainda nesta sexta-feira (12) no Palácio Itamaraty, em Brasília, antes de retornar ao Equador.

O diplomata estava de férias e, até quarta, não havia feito contato com a representação brasileira no Equador, apesar da gravidade da situação.

O governo Lula “acompanha com preocupação” a situação no país andino, segundo comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores, e a crise foi tema de uma reunião do presidente com Vieira e o assessor especial para assuntos internacionais, Celso Amorim, na quarta-feira.

Fonte: Portal IG/ Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil 

fonte original do Montanhas Capixabas

Confira mais Notícias

Sem capacete, meninas são flagradas pela GCM trafegando com moto

Situação e oposição fazem convenções no mesmo dia em Marataízes

Cafeicultura sustentável torna Seguro Rural mais barato

Ondas de calor e veranicos: Diferenças, impactos e cuidados

Veja a previsão do tempo de hoje (22/07/2024)

Fungos estão se adaptando ao calor corporal, diz estudo

Semana de início das Olimpíadas tem dia do escritor e avós

Pega em flagrante ameaçando pessoas, dupla armada é detida em Alegre