Ouça a Rádio Ao Vivo

Donos de clínica e enfermeira presos acusados de cárcere privado

Divulgação/Polícia Civil

Atendendo a solicitação do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), equipe da delegacia de Polícia Civil de Piúma deu batida ontem (24) em clínica terapêutica direcionada à reabilitação de dependentes químicos no bairro Praia de Acaiaca. 

Os donos e a enfermeira da clínica foram presos, acusados de cárcere privado (privar a liberdade de pessoa humana) e de desobediência de ordem judicial. 

Os suspeitos são um homem de 53 anos de idade e duas mulheres, de 25 e 32 anos. Autuados em flagrante, foram encaminhados ao sistema prisional.

A Polícia Civil ainda apura supostos crimes de tráfico de drogas e estupro. A instituição de saúde havia sido intimada a se abster de receber novos pacientes. E quando os policiais adentraram nas suas dependências, vários internos prontamente informaram estar lá contra a vontade. 

Além disso, alguns deles relataram ter entrado após a data imposta pela Justiça a pedido do MPES. 

Todos os pacientes que declararam estar em cárcere privado foram levados à delegacia para prestar depoimento. E, após os procedimentos legais, ficaram sob a responsabilidade da assistência social do município de Piúma.

Os policiais também apreenderam os prontuários com informações sobre as vítimas para anexar ao material da investigação.    

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Prevenção contra a dengue deve ocorrer também em propriedades rurais

Mulher cai no rio Jucu após ouvir chamado de amiga falecida em Marechal Floriano

CRAS de Domingos Martins promove revisão cadastral para famílias de baixa renda

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

Últimos dias para inscrição de trabalhos científicos acadêmicos na Favesu 2024

São Camilo: Governo garante bolsa a aprovados que tiveram matrículas canceladas

Homicídio em posto foi legítima defesa, conclui Delegacia de Marataízes

Suspeito de fingir ser policial civil é detido com arma em Alegre