Ouça a Rádio Ao Vivo

Diretor da OMS quer Brasil como fornecedor de vacinas contra a dengue

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, sugeriu ao presidente Lula uma parceria para fabricar vacinas brasileiras contra a dengue. Ele quer que o Brasil se torne um fornecedor global dessas vacinas, usando o Instituto Butantan e a Fiocruz.

A vacina contra a dengue do Butantan está na última fase de testes e deve ser autorizada pela Anvisa no início de 2025. Ela é de dose única e tem eficácia de 79,6%, similar à vacina Qdenga (80,2%) que estará disponível no SUS a partir de fevereiro.

Lula, Adhanom e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, se encontraram no Palácio do Planalto na segunda-feira. Adhanom está no Brasil até quarta-feira, quando terá reuniões com Trindade e o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

Ele também participará do lançamento do Programa Nacional para eliminar doenças associadas à pobreza, como tuberculose, malária, HIV e hanseníase.

O Ministério da Saúde está buscando parcerias com a Takeda, produtora da vacina Qdenga, o Butantan e a Fiocruz, para transferência de tecnologia e aumentar a produção.

Assim como foi feito com as vacinas contra a Covid-19, o governo brasileiro poderá comprar diretamente das produtoras nacionais, reduzindo custos e aumentando a capacidade de produção.

O preço da Qdenga, R$ 170 por dose, é considerado alto pelo ministério em comparação com outras vacinas no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A ministra da Saúde se reuniu com o diretor do Butantan e o presidente da Fiocruz para discutir o assunto no sábado. A baixa capacidade de produção da Takeda é o principal motivo para as restrições de idade e região na vacinação, que começará em fevereiro.

Fonte: Portal IG/ Foto: Freepik

fonte original do Montanhas Capixabas

Confira mais Notícias

Prevenção contra a dengue deve ocorrer também em propriedades rurais

Mulher cai no rio Jucu após ouvir chamado de amiga falecida em Marechal Floriano

CRAS de Domingos Martins promove revisão cadastral para famílias de baixa renda

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

Últimos dias para inscrição de trabalhos científicos acadêmicos na Favesu 2024

São Camilo: Governo garante bolsa a aprovados que tiveram matrículas canceladas

Homicídio em posto foi legítima defesa, conclui Delegacia de Marataízes

Suspeito de fingir ser policial civil é detido com arma em Alegre