Ouça a Rádio Ao Vivo

Consumidores pagam mais de 50% de impostos nos produtos da Páscoa

Foto: Freepik

Levantamento aponta que o vinho importado é o campeão de tributos, com 59,73%. Já o bacalhau conta com 43,78% e o chocolate, 39,61%

A Semana Santa traz momentos de reflexão, encontros em família e entre amigos, com direito a refeições fartas e muito chocolate. Mas o custo que o brasileiro paga para comprar os produtos típicos dessa época do ano é salgado.

De acordo com levantamento do advogado tributarista Samir Nemer, os tributos pagos em itens como vinho, bacalhau e chocolate chegam a mais da metade do valor final desses produtos.

Esse é o caso do vinho importado, que tem 59,73% de seu preço total direcionado a impostos. Em segundo lugar, está o vinho nacional, com 44,73%. Outro item sempre frequente na mesa do capixaba é o bacalhau importado, que tem 43,78% do seu valor final só de tributos.

“Já os queridinhos do domingo, o chocolate e o ovo de Páscoa, contam, respectivamente, com 39,61% e 38,53% de tributos. Ou seja, ao comprar um produto de R$ 100, quase R$ 40 vão para os cofres públicos estaduais, municipais e federal”, ressaltou Nemer, que é sócio do escritório FurtadoNemer Advogados.

Para quem prefere sair de casa e almoçar fora no domingo de Páscoa, vale o registro: a refeição em restaurante conta com 32,31% do seu valor final só de tributos. Já para quem vai viajar, o tributo que incide nas hospedagens chega a 29,56% e nas passagens aéreas, 22,32%.

O especialista explicou que os principais impostos dos produtos da Páscoa são o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Programa de Integração Social (PIS), Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins), além do imposto de importação para os itens que chegam do exterior.

“É importante o brasileiro ter conhecimento do quanto de tributos vai para os cofres públicos, pois esse percentual pode aumentar o valor final do produto e também para cobrar o bom uso dessa verba em prol da sociedade”, declarou Nemer.

Segundo o advogado, com a reforma tributária, vão haver alterações nos percentuais dos tributos, mas isso ainda vai começar a ser colocado em prática daqui a dois anos, quando começa a transição entre os sistemas.

Principais produtos da Páscoa e seus impostos:

  • Vinho importado – 59,73
  • Vinho nacional – 44,73%
  • Refrigerante de garrafa – 44,55%
  • Bacalhau importado – 43,78%
  • Cerveja – 42,69%
  • Chocolate – 39,61%
  • Colomba pascoal de chocolate – 38,68%
  • Ovo de Páscoa – 38,53%
  • Bombom – 37,61%
  • Peixes – 34,48%
  • Coelho de pelúcia – 29,92%

Lista de serviços para a Páscoa e seus impostos:

  • Almoço em restaurante – 32,31%
  • Hospedagem – 29,56%
  • Passagem aérea – 22,32%

Fonte: C2 Comunicação

fonte original do Montanhas Capixabas

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper