Ouça a Rádio Ao Vivo

Cachoeiro realiza campanha de vacinação contra a gripe

Foto: Márcia Leal/PMCI

Em Cachoeiro, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) já está realizando a campanha de vacinação contra a gripe (influenza), voltada para as pessoas pertencentes aos grupos prioritários.

A iniciativa busca reduzir as complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus na população-alvo para a imunização.

Neste momento, podem se vacinar: crianças de 6 meses e menores de 6 anos; idosos acima de 60 anos; gestantes e puérperas; quilombolas; pessoas em situação de rua; trabalhadores da saúde; professores, profissionais das forças de segurança e salvamento; membros das forças armadas; portadores de doenças crônicas; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros categoria D e E; trabalhadores portuários; e trabalhadores de transporte coletivo.

Para receber o imunizante, basta ao munícipe se dirigir a qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que possuem sala de vacinação, de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h, munido do cartão de vacina e CPF ou cartão do SUS.

Além disso, para alguns públicos, é necessário apresentar documento comprobatório de filiação, exercício de atividade profissional ou estado de saúde – veja abaixo.

Por recomendação do Programa Nacional de Imunização (PNI) durante o período da Campanha de Influenza, em virtude do risco de reintrodução do vírus do sarampo no país, também está indicada a atualização da caderneta de vacinação dos profissionais de saúde (2 doses) e dos professores (1 ou 2 doses a depender da faixa etária) com a vacina tríplice viral, para a prevenção contra o sarampo.

“Já estamos nos aproximando do inverno, período frio e seco do ano, época em que os casos de gripe tendem a ter um significativo aumento. Nesse sentido, a vacina é de suma importância para reduzirmos as complicações da doença e evitarmos a sobrecarga do sistema público de saúde”, destaca Alex Wingler, secretário municipal de Saúde de Cachoeiro.

Documentos comprobatórios

Puérperas: certidão de nascimento do bebê ou declaração de nascido vivo;
Trabalhadores da saúde e profissionais de saúde: crachá e declaração do serviço, contracheque, carteira de trabalho, declaração de estudantes emitida pela coordenação do curso;
Portadores de doenças crônicas: devem apresentar laudo ou prescrição médica;
Professores, auxiliares de sala e berçaristas: declaração da escola com atividade ativa;
Trabalhadores portuários, de transporte coletivo e caminhoneiros categoria D ou E: comprovação de exercício efetivo;
Profissionais das forças de segurança: comprovação de vinculação ativa nas forças de segurança e salvamento.

Unidades com sala de vacinação

UBS Aquidaban
UBS Aeroporto
UBS IBC
UBS Novo Parque
UBS Abelardo Machado
UBS Gilson Carone
UBS Village da Luz
UBS Amaral
UBS Ferroviários
UBS São Francisco de Assis
UBS Basileia
UBS Alto União
UBS São Luiz Gonzaga
UBS BNH de Baixo
UBS BNH de Cima
UBS Zumbi
UBS Paraíso
UBS Coramara
UBS Valão
UBS Otton Marins

Interior

UBS Soturno
UBS Burarama
UBS Pacotuba
UBS Gironda
UBS Córrego dos Monos
UBS Itaoca
UBS Conduru

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper