Ouça a Rádio Ao Vivo

Bandidos clonam WhatsApp de prefeitos do Caparaó e pedem dinheiro

Foto: Ilustrativa.

As contas de aplicativo de mensagens, WhatsApp, de dois prefeitos da região do Caparaó, no Sul do Espírito Santo, foram clonadas esta semana. Utilizando os números de celular dos prefeitos de Dores do Rio Preto, Claudenir José (Ninho), e de Guaçuí, Marcos Luiz Jauhar, bandidos enviaram mensagens para os contatos da agenda pedindo dinheiro.

Nos dois casos, o valor solicitado é o mesmo, R$ 7.980. As mensagens também são semelhantes. As conversas iniciam educadamente, seguidas de um pedido de ajuda. “Consegue fazer um favor pra mim”, caso a vítima sinalize positivamente, a conversa segue, “Consegue cobrir um pagamento pra mim de 7.980”. Em um dos casos, o golpista diz que vai pagar em mãos, no outro, a promessa é de repassar o valor até o fim da tarde.

Os tomarem conhecimento dos golpes, os prefeitos divulgaram notas oficiais alertando à todos.

“Atenção! O WhatsApp do prefeito Ninho foi clonado. Desconsidere quaisquer mensagens, principalmente pedindo pix. Já estão sendo tomadas as medidas cabíveis”, diz a nota publicada nas páginas oficiais da Prefeitura de Dores do Rio Preto nas redes sociais.

“Aviso importante! O meu número de telefone foi clonado, peço encarecidamente que desconsiderem qualquer tipo de informação ou pedido vindo do meu WhatsApp, até segundas informações! Ass. Marcos Luiz Jauhar”, diz a nota oficial do prefeito, publicada em suas redes sociais.

Uma nota oficial também foi publicada nas páginas da Prefeitura de Guaçuí. “Atenção! O WhatsApp do prefeito Jauhar foi clonado. Desconsidere qualquer mensagem, principalmente pedidos de pix. Já estão sendo tomadas as medidas cabíveis”.

Saiba o que fazer se o WhatsApp for clonado:

Para recuperar o acesso total é preciso acessar o WhatsApp, inserir o seu número de celular e confirmar o código de seis dígitos que será enviado por SMS. Ao concluir esta etapa, a conta será desconectada automaticamente do celular do invasor.

Em alguns casos, usuários do WhatsApp ativam a verificação da conta em duas etapas. Sendo assim, também é preciso digitar o código para recuperação da conta.

Sem o código, o usuário da conta terá que esperar por cerca de uma semana para recuperar o acesso. A boa notícia é que o invasor é desconectado imediatamente.

Vale ressaltar que nestes casos o registro de um boletim de ocorrência é fundamental.

fonte original do Jornal Fato

Confira mais Notícias

Campanha em Marechal Floriano arrecada duas carretas de doações para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Polícia Militar inicia Operação Colheita nos municípios das montanhas

Garantia de preço mínimo melhora renda de extrativistas de juçara no Espírito Santo

Construção de Complexo Esportivo de Santa Isabel entra na fase final

Maré meteorológica preocupa o Rio Grande do Sul: ‘Não vimos o pior cenário’

https://culturafmcastelo.com.br/mega-sena-sorteia-nesta-quinta-feira-premio-acumulado-em-r-25-milhoes/

Unidade móvel da Secretaria de Fazenda estará no Monte Cristo no sábado

Inscrições abertas para festival de quadrilhas juninas em Cachoeiro