Ouça a Rádio Ao Vivo

Anchieta institui serviço para crianças com autismo e deficiência intelectual

Moradores de Anchieta contam agora com um novo serviço de saúde: o Serviço Especializado de Reabilitação para Deficientes Intelectuais e Autistas, o Serdia.

A novidade funciona na sede da Associação Pestalozzi, no bairro Nova Esperança. Para acessar, é necessário ser encaminhado pelo médico da rede municipal.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, o público-alvo do Serdia são crianças com Deficiência Intelectual (DI) e com Transtorno Espectro Autista (TEA). O serviço é composto por fonoaudiólogo, psicólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social e médico.

Para acessar o Serdia, é necessário primeiramente realizar uma consulta com o médico da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro onde reside.

Após constatação médica, se detectada a necessidade, a criança será incluída no sistema de regulação e encaminhada para o novo serviço, onde passara por uma avaliação com os diversos profissionais.

O serdia é um serviço municipal, assim como qualquer outro ofertado pela Secretaria de Saúde. Então o usuário precisa estar cadastrado em uma ESF.

Para implantar o novo serviço, Anchieta aderiu a política estadual e cumpriu todos os requisitos estipulados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).

“Nosso objetivo é reduzir os obstáculos encontrados pelas famílias de DI e TEA e territorializar o atendimento a esse público. Um serviço que antes era ofertado fora do município, agora é oferecido em nosso município”, destaca a subsecretária da pasta, Cristiane Feitosa.

fonte original do Dia a Dia ES

Confira mais Notícias

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

Funai solicita Força de Segurança Nacional para TI Uru-Eu-Wau-Wau

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper